É verdade que a catarata acomete sempre os dois olhos? 

É comum que a catarata senil apareça após os 60 anos e seja bilateral, ou seja, aconteça nos dois olhos, por ocorrer devido ao envelhecimento do olho, porém em momentos distintos da vida. Em alguns casos a catarata pode aparecer nos dois olhos ao mesmo tempo.

É verdade que a cirurgia de catarata é muito simples e que pode ser realizada em apenas dez minutos? 

De fato, a modernização da técnica cirúrgica usada na cirurgia de catarata, o avanço da cirurgia que passou a contar com modernos microscópios e aparelhos, tornou o procedimento rápido, mais seguro e preciso. No entanto, isso não significa que a cirurgia é simples. Por estar relacionada a uma parte muito sensível e frágil do corpo humano, a cirurgia de catarata exige grande conhecimento do especialista e de toda equipe. Além de um centro cirúrgico moderno e com o que há de melhor em tecnologia.

Devo operar os dois olhos simultaneamente ou um de cada vez?

O ideal e operar primeiro o olho de pior visão, porém somente o cirurgião poderá indicar a melhor opção para cada caso. É recomendado aguardar, no mínimo, 48 horas entre um procedimento e outro, pois a recuperação do primeiro olho poderá servir como base para a próxima cirurgia.

Como o cirurgião remove a catarata do meu olho?

Para remover a catarata é feita uma incisão de 2.0 a 2.2 milímetros na córnea. A técnica mais utilizada utiliza uma ponta, semelhante a ponta de caneta, com vibração ultrassônica que fragmenta e aspira o cristalino embaçados através dessa incisão. Esse método chama-se facoemulsificação com micro incisão.

Minha catarata tem que estar “madura” antes de ser removida do meu olho?

Não, com a moderna cirurgia de catarata não tem porque adiar a cirurgia, pois passou a ser altamente segura e com rápida recuperação visual. Pelos métodos antigos a catarata era removida através de uma incisão bem grande e removia todo o cristalino de uma vez só. Para que isso ocorresse com sucesso, era preciso que o centro da catarata estivesse bem duro e para isso era preciso esperar ela ficar “madura”. Com os métodos modernos, indica-se a remoção da catarata assim que ela começa a interferir nas atividades diárias da pessoa como ler um livro, assistir TV ou dirigir.

Por que a cirurgia moderna da catarata utiliza de rotina uma lente intraocular?

Sim, a rotina e sempre usar uma lente intraocular e com os avanços nessas lentes, atualmente essas lentes passaram a corrigir a visão de longe e de perto do paciente. Como já foi mencionado, catarata é o embaçamento da lente natural do olho, chamada cristalino e que vale mais ou menos 20 graus. O cristalino e removida durante a cirurgia da catarata e em seu lugar há necessidade de colocar outra lente para substituir o cristalino que foi retirado, para que o olho possa focalizar a imagem e ver claramente. Se não for colocada a lente intraocular, a única maneira de enxergar razoavelmente é mediante o uso de óculos bem grossos, como usaram nossos parentes operados antigamente.

Qual são os grandes avanços das lentes intraoculares?

O grande avanço nas lentes são que, essas passaram a corrigir a visão tanto de longe como de perto do paciente. Devido a isso, atualmente a maioria dos pacientes deixam de usar óculos após a cirurgia de catarata. As modernas lentes mais utilizadas são feitas de polimetilmetacrilato (PMMA) ou silicone, são flexíveis e protegem dos raios ultravioleta.

Essa lente intraocular pode ser rejeitada pelo meu olho?

Não. Elas são fabricadas em material especial, que não sofre rejeição por parte do olho humano.

Quanto tempo preciso ficar em repouso após a cirurgia? 

A moderna técnica da cirúrgica de catarata, resultou num procedimento rápido e com rápida recuperação visual. O mais comum e o paciente voltar para casa logo após a cirurgia. Por ser uma cirurgia tão complexa, todos os cuidados devem ser tomados para o sucesso absoluto, para isso e necessário, não só grande preparo do médico como também um moderno centro cirúrgico com o que há de melhor em tecnologia.

Que tipo de anestesia será usada na minha cirurgia?

A anestesia utilizada em quase 100% das cirurgias é a anestesia tópica, onde apenas colírio de anestésico é utilizado. O paciente permanece consciente durante toda a cirurgia.

Vou sentir dor na cirurgia da catarata?

Não, o olho estará totalmente anestesiado com o colírio.

Quanto tempo leva a cirurgia?

Aproximadamente 15 minutos de tempo cirúrgico, na maioria dos casos, porém o tempo máximo de permanência é de 2-3 horas, desde o internamento até a cirurgia. Antes da alta hospitalar, secretárias especialmente treinadas orientam os pacientes sobre colírios e cuidados empregados no pós-operatório.

Posso operar se estiver com algum problema clínico?

Não. A cirurgia da catarata não é uma cirurgia de urgência, pode aguardar o controle de doenças crônicas como Diabetes e Hipertensão Arterial para que o paciente esteja em suas melhores condições. Após tratar o problema prévio, retornamos com a programação cirúrgica.

De volta para casa, vou sentir dor após cessar o efeito da anestesia? 

Não, no máximo um pequeno desconforto como sensação de areia, ardência e alguns casos um lacrimejamento transitório, que para logo após o uso da medicação preescrita.

Como é minha recuperação visual após a cirurgia da catarata com implantação de lente intraocular?

No dia seguinte a cirurgia a visão para longe já é melhor do que antes da cirurgia e muitas vezes já é melhor do que o outro olho. E essa visão tende a melhorar ao longo dos dias seguintes. Se o paciente optou pela implantação de lente multifocal, lente esta que corrige a visão de longe e de perto do paciente, a visão tanto de longe como de perto já será melhor, no dia seguinte, do que antes da cirurgia.

Como será minha volta às atividades após a cirurgia?

Progressiva, sem esforço físico intenso, deve-se evitar piscina ou mar por alguns dias. Coçar e apertar os olhos também deve ser evitado por alguns dias.

Catarata volta? 

Não. Uma vez removido o cristalino, é impossível voltar a catarata.

Tenho catarata no outro olho. Quando posso operá-lo?

O ideal e operar primeiro o olho de pior visão, porém essa decisão cabe ao seu médico. Nunca são operados os dois olhos ao mesmo tempo. Se a visão do outro olho já está prejudicada, a cirurgia pode ser marcada nas semanas seguintes após a cirurgia do primeiro olho, mas se a visão do outro lado ainda está boa, o paciente pode aguardar um pouco mais, até o momento em que a visão caia e passe a atrapalhar a qualidade de vida do paciente.

ENTRAR EM CONTATO

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Cidade

Estado

Telefone (obrigatório)

Tipo de Comentário

Sua mensagem (obrigatório)